Como está a atual situação financeira da sua empresa? Essa é uma pergunta que faz parte do dia a dia de muitos gestores, mas que nem sempre é respondida com excelência.

É certo que o caixa de toda empresa, independentemente do porte ou segmento, funciona da mesma forma: dinheiro entrando e saindo em períodos diferentes. E é justamente essas movimentações que podem acabar deixando o gestor perdido quanto às finanças do negócio.

O fluxo de caixa encaixa-se perfeitamente diante dessa situação, pois é um dos recursos cruciais para uma gestão financeira de qualidade. Mas você sabe o que é e qual é a importância do fluxo de caixa?

Continue a leitura para entender mais sobre o assunto!

O que é fluxo de caixa?

Para entender melhor a importância do fluxo de caixa, é necessário compreender sua definição: um instrumento ligado ao controle financeiro de qualquer negócio.

Graças a ele é possível acompanhar a movimentação de todo o dinheiro da empresa.

Tudo acontece por meio de uma relação das receitas e das despesas, ou seja, de tudo que entra e sai em determinados períodos.

Portanto, o fluxo é justamente uma ferramenta que auxilia na tomada de decisões e, consequentemente, na melhora do desempenho financeiro por conta da otimização e alocação de custos.

Afinal, qual é a importância do fluxo de caixa?

Agora que você já sabe o que é o fluxo de caixa, já pode perceber a importância que ele tem para o negócio.

Isso porque com ele é possível verificar uma série de variáveis no âmbito financeiro da empresa, que no contexto geral acaba fazendo toda a diferença para o crescimento do negócio.

Aliás, ainda no aspecto das finanças, o fluxo de caixa é a base para uma organização de sucesso. Veja como essa ferramenta pode trazer benefícios:

Controla a saúde financeira

Uma das funções do fluxo de caixa está relacionada à capacidade que ele tem de fornecer uma análise precisa e assertiva sobre a situação financeira do negócio.

Esse ponto precisa de muita atenção, já que nem sempre ganhar muito dinheiro em alguns dias significa lucrar durante esse período.

A partir da análise do fluxo de caixa já é possível saber se a empresa gasta mais do que ganha, por exemplo. Com essa informação é mais fácil notar se o modelo de negócio é ou não rentável.

Auxilia na otimização de custos

Quando o gerenciamento do fluxo de caixa é feito corretamente, permite que a empresa identifique se há algum setor que possa estar consumindo mais recursos que o necessário.

Diante dessa situação, é possível fazer uma redução benéfica nos gastos.

Outra importância do fluxo de caixa é que ele acompanha todos os impactos das medidas tomadas por essa redução, mostrando se elas são ou não efetivas, garantindo resultados cada vez melhores para a empresa.

Permite o planejamento das finanças

Para absorver qualquer impacto futuro, o fluxo de caixa também ajuda no planejamento financeiro do negócio. Logo, a empresa consegue se planejar o quanto antes para garantir a solidez em seus processos.

Com base no planejamento, dá para fazer uma previsão de receita. Se você tem uma lanchonete em região litorânea, por exemplo, suas entradas precisam ser maiores nos meses de verão.

O fluxo de caixa faz uma estimativa do quanto você irá receber naquele período, possibilitando um plano mais assertivo para a temporada.

Fundamenta a tomada de decisão

Levando em consideração a importância do fluxo de caixa com base em lições do planejamento futuro da empresa, é necessário que você reúna muitas informações.

Os dados que são retirados de uma análise são de suma importância para fundamentar a tomada de decisão da sua empresa, já que você conhece os históricos de entradas e saídas.

Saber a importância do fluxo de caixa é essencial para que a empresa conheça, otimize e planeje sua situação financeira como um todo. As informações são extremamente valiosas, o que faz do recurso um grande apoiador e garante o sucesso do negócio.

Você gostou do post? O que costuma fazer para analisar a saúde financeira da sua empresa? Compartilhe a sua experiência conosco!