Comum na vida de muitas pessoas, a dor nas pernas, nos pés e nas juntas costuma ser bastante incômoda e insistente. No entanto, sentir desconforto nessas regiões pode ser um sintoma importante, por isso não deve ser ignorado. O inchaço e dor nas pernas, inclusive, podem ser causados por problemas de circulação. 

Nesse caso, é importante conhecer as causas e os tratamentos, recuperando o bem-estar no dia a dia. Continue a leitura e entenda!

Veja quais são as causas mais comuns do inchaço e dor nas pernas

O acúmulo de líquido, também chamado de retenção de líquido, acontece quando os tecidos inflamam por conta da presença de toxinas. Dessa forma, acumula-se água e a capacidade de retorno venoso é reduzida.

Como consequência, as pernas incham, causando dores. O acúmulo de líquido é influenciado por diversos fatores, como ganho de peso, menopausa e insuficiência cardíaca. Além destes, destacamos:

Permanecer muito tempo em pé ou sentado

Quem trabalha sentado ou em pé por longos períodos está condicionado a sentir incômodos nas pernas. Isso acontece porque quando a perna está flexionada ou ereta por muito tempo, acaba dificultando o trabalho das veias das pernas.

Como elas não fazem esse processo adequadamente, o sangue acumula, aumentando o inchaço durante o dia e dores persistentes. 

Envelhecimento

Sentir inchaço e dor nas pernas também é algo bastante recorrente em pessoas idosas. Conforme a idade avança, as válvulas que estão presentes nas pernas ficam mais fracas.

Como elas ajudam o sangue a circular, dificultam o retorno do sangue para o coração. Dessa forma, provocam o acúmulo de sangue nas pernas, levando a dores e inchaços.

Gravidez

Mulheres grávidas, principalmente entre os 20 e 30 anos, também tendem a ter inchaço e dor nas pernas. Durante esse período, elas têm maior quantidade de sangue no organismo.

Outro fator é que a gestação aumenta o útero e, consequentemente, impede que o sangue circule com facilidade.

Aprenda como tratar o inchaço e dor nas pernas

O diagnóstico do acúmulo de líquido é feito com base na avaliação médica do quadro clínico. Pode ser que seja necessário alguns exames que dosam a quantidade de sais e proteínas no organismo.

Para cada tipo de inchaço e dor nas pernas deve haver uma causa, que requer tratamentos específicos. No entanto, algumas medidas podem aliviar e reduzir os incômodos nessas regiões, como:

  • beber bastante água durante o dia (cerca de dois litros) para facilitar o funcionamento dos rins;
  • praticar exercícios físicos regularmente, pelo menos 30 minutos diários, para estimular a circulação;
  • evitar permanecer sentado ou em pé por muito tempo, pois isso aumenta o inchaço e dor nas pernas;
  • não sentar com as pernas cruzadas por longos períodos, a posição dificulta a circulação sanguínea;
  • elevar as pernas no final do dia para fazer com que o sangue circule corretamente;
  • ingerir alimentos com pouco sal, pois o sódio é aliado da retenção de líquido;
  • massagear os pés e a perna antes de dormir para estimular o sangue a circular;
  • consumir alimentos com magnésio, que ajudam a eliminar o excesso de líquido do organismo.

Apesar de ser comum, o inchaço e dor nas pernas são extremamente incômodos e podem afetar a produtividade e o bem-estar de cada pessoa. Por esse motivo, é essencial procurar um médico, caso note os sintomas em seu corpo.

Agora que você já viu as causas e como tratar o inchaço e dor nas pernas, aprimore os seus conhecimentos acerca do assunto e conheça todas as vantagens dos aparelhos massageadores. Boa leitura!